OFICINAS SOBRE DIVERSIDADE SEXUAL PARA EDUCADORES EM MARICÁ

Mestre Paulão Kikongo
De Mestre Paulão Kikongo fevereiro 5, 2009 16:37

OFICINAS SOBRE DIVERSIDADE SEXUAL PARA EDUCADORES EM MARICÁ

Nos dias 12 e 13 de fevereiro de 2009 acontecem quatro oficinas sobre Diversidade Sexual na Escola em Maricá, realizadas pela UFRJ, à convite da Secretaria Municipal de Assistência Social, Cidadania e Participação Popular e com apoio da Secretaria Municipal de Educação. As oficinas são voltadas especialmente para profissionais de educação, do município e do estado. O objetivo é discutir questões ligadas à homossexualidade, travestilidade, transexualidade, gênero e identidades, relacionando sempre ao contexto escolar. Violência, homofobia, identidades e orientações sexuais, ética e inclusão são alguns dos temas a serem debatidos.

As atividades acontecem no Colégio Municipal Joana Benedita Rangel, no Centro de Maricá, em quatro horários: nos dias 12 e 13, das 8h às 12h e das 13h às 17h, cada oficina com participantes diferentes, para tentar atingir o maior número possível de profissionais nos dois dias. Quem tiver interesse em participar, basta procurar a Secretaria Municipal de Assistência Social, pelo telefone (21) 2637-8939.

EM BREVE, MAIS UMA EDIÇÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO
Também a convite da Prefeitura de Maricá, que ofereceu toda a insfraestrutura necessária, será realizada, no primeiro semestre de 2009, mais uma edição do Curso de Formação de Profissionais da Educação em Identidades de Gênero e Diversidade Sexual. O curso, financiado pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação (Secad/MEC), é gratuito, tem carga horária de 60h e certificação pela UFRJ. As inscrições estarão abertas em breve, através da página do projeto (www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade).

PROJETO RECEBE MOÇÃO DE LOUVOR DA ASSOCIAÇÃO DE TRAVESTIS E TRANSEXUAIS DO RIO
No dia 02 de fevereiro, o Projeto Diversidade Sexual na Escola recebeu uma moção de louvor da Associação de Travestis e Transexuais do Rio de Janeiro (ASTRA-Rio), em reconhecimento à sua contribuição para a visibilidade e para a construção dos direitos de travestis e transexuais no ano de 2008. A entrega da moção aconteceu em meio às comemorações do quarto aniversário da Associação.

Para a equipe do Projeto Diversidade Sexual na Escola é extremamente gratificante receber uma homenagem como essa. Em especial porque esse reconhecimento vem diretamente do movimento social, dos sujeitos que hoje lutam e trabalham pela conquista dos direitos de travestis e transexuais. E ainda mais de uma organização como a Astra-Rio, que conta com pessoas tão dedicadas, verdadeiras e comprometidas.

O Projeto Diversidade Sexual na Escola é uma ação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e está vinculado ao Programa Papo Cabeça.

www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade <http://www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade>
(21) 2598-1892


Este artigo pertence ao Portal Capoeira do Rio.
Todos os direitos reservados.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.
Mestre Paulão Kikongo
De Mestre Paulão Kikongo fevereiro 5, 2009 16:37
Escreva um comentário

Sem comentários

Ainda sem comentários!

Deixe-me contar uma história triste! Ainda não há comentários, mas você pode ser o primeiro a comentar este artigo.

Escreva um comentário
Ver comentários

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*