Instituto Gingas promove em Niterói Capacitação Cultural Griô

Mestre Paulão Kikongo
De Mestre Paulão Kikongo maio 4, 2009 19:22

Instituto Gingas promove em Niterói Capacitação Cultural Griô

O Instituto Gingas promove em maio, a sua primeira Capacitação Cultural Griô. Diversas atividades relacionadas a rede de saberes tradicionais, a ancestralidade e oralidade da cultura nordestina e a jurema pernambucana, com o tradicional mungunzá. Confira!
Programação cultural:
16/05/2009: sábado
15:30h: Abertura e palestras
– Apresentação do Programa Cultura Viva e da Ação Nacional Griô (Representantes do MinC)
– Tradição Oral, Cultura e Promoção de Saúde (Adriana de Holanda)
– A Importância da Jurema para a Comunidade Pernambucana (Maria da Solidade/convidada de Honra)
18:00h:
– Oficina de Ritmos e Danças do Catimbó Nordestino e Confraternização da Ação Griô com Mugunzá de Mãe Dada.
17/05/2009: domingo
15:30h – A Permanência da Força da Oralidade na Diáspora Africana
Palestrante: Prof. Júlio César Tavares (UFF)
17:00h – Intercâmbio com o Pontão de Cultura Jongo Caxambu/ UFF
23/05/2009: sábado
16:00h – Oficinas Plantas Sagradas e a Tradição Oral Pernambucana
Coordenação: Maria da Solidade (Mae Dada)
17:00h – Mesa Redonda: Educação e Liberdade contra à Intolerância Religiosa
Ivanir dos Santos (Comissão de Intolerância Religiosa-RJ)
Maria da Solidade (Mestra da Tradição Oral)
Mediador: David Bassous
O evento é gratuito. Para inscrever-se enviar e-mail para artedapossibilidade@hotmail.com, com nome completo e telefone de contato. Ou pelo telefone (21) 98961769.
Haverá diversas oficinas de capacitação aos participantes da Ação Griô do Instituto Gingas/ Niterói – RJ
Apoio: Intercâmbio Cultural/ Programa Cultura Viva – Ministério da Cultura
Realização: Instituto Gingas de Cultura Afro-brasileira/ Quintal de Vadiação.

Este artigo pertence ao Berimblog | Blog oficial de Mestre Paulão.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.
Mestre Paulão Kikongo
De Mestre Paulão Kikongo maio 4, 2009 19:22
Escreva um comentário

Sem comentários

Ainda sem comentários!

Deixe-me contar uma história triste! Ainda não há comentários, mas você pode ser o primeiro a comentar este artigo.

Escreva um comentário
Ver comentários

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*