Capoeira participa de debate na OAB SG

Na foto o Deputado Federal Jean Wyllys, Mestres Paulão,
Machado e Malandrinho, Contramestre Pirulito, Celi Santana, Josélia,
dentre outros.
Na última segunda-feira, 27 de agosto, a diretoria da Liga Gonçalense de Capoeira, representada pelo Mestre Paulão (Presidente); Mestre Machado (Diretor do Departamento Jurídico); Celi Santana (Diretora Pedagógica) e Contramestre Pirulito (Diretor de Políticas de Promoção da Igualdade Étnico Racial), juntamente com o Mestre Malandrinho, estiveram participando do debate sobre Direitos Humanos, Juventude e Violência (Tributo a Alexandre Ivo e a Juíza Patrícia Acioli).
Este importante debate teve como mediador o Dr. José Luiz da Silva Muniz, presidente da OAB São Gonçalo e como debatedores a Srª Angélica Vidal Ivo, mãe de Alexandre Ivo, adolescente brutalmente assassinado por homofobia na cidade de São Gonçalo à dois anos; Dr Reinaldo Pereira dos Santos, Advogado Criminalista da OAB São Gonçalo e o Deputado Federal Jean Wyllys (PSOL – RJ).
Com uma platéia repleta em sua maioria de jovens dos colégios estaduais e municipais da região, o debate versou sobre a falta de respeito aos direitos humanos. A srª Angélica falou sobre a violência porque passou a sua família com o assassinato de seu filho, com apenas 14 anos de idade, por questões relacionadas à homofobia. O jovem Alexandre Ivo foi brutalmente assassinado e teve seu rosto totalmente desfigurado porque os seus assassinos acreditavam ser ele homossexual. Um crime que há dois anos está sem solução e que a sociedade gonçalense espera uma resposta mais imediata da polícia na elucidação deste caso. O Dr. Reinaldo Pereira abordou questões relacionadas à violência que paira na cidade de São Gonçalo, pontuando, em sua fala, sua experiência como advogado criminalista com vasta atuação na cidade. Falou, ainda, das diversas vezes em que sofreu com as práticas de racismo por ser negro e se solidarizou com a dor da família do adolescente Alexandre Ivo. 
Srª Angélica Vidal, Dr José Luiz da S. Muniz (presidente da OAB/SG),  o
Deputado Federal Jean Wyllys e o adv. criminalista Dr. Reinaldo Pereira
Já o Deputado Federal Jean Wyllys disse que estava deputado mais que sua profissão é professor universitário e jornalista e que era como professor que ele faria sua intervenção naquele momento, já que a platéia estava lotada de jovens estudantes. Introduzindo a sua fala falando da origem dos Direitos Humanos no mundo e dos tratados internacionais de Direitos Humanos dos quais o Brasil é signatário, ele afirmou que toda pessoa humana já nasceu com seus Direitos Humanos garantidos, mas que, para que os mesmos sejam efetivados se faz necessário a cobrança e participação efetiva da população na busca de garantir o cumprimento desses direitos. Ele disse acreditar que a única forma de mudar o quadro de violência, seja ela racial, homofóbica, por questões de gênero é através da educação, educação esta que mudou a sua própria vida. Pontuou com muita propriedade que a educação, principalmente a pública, precisa ser efetivamente de muita qualidade. Disse que como Deputado Federal esta acompanhando o PNE (Plano Nacional de Educação) que está no Congresso Nacional. O deputado Jean Wyllys falou da importância da Capoeira, do Funk e das Religiões de Matrizes Africanas na formação da identidade cultural brasileira e se comprometeu, após solicitação da presidência da Liga Gonçalense de Capoeira, de lutar pela aprovação do PLC 031/2009, que encontra-se em votação no Congresso Nacional e que trata da profissionalização da Capoeira. 
Aberta perguntas aos presentes na platéia, o assunto mais perguntado foi as diversas formas de discriminações porque passam os nossos jovens e qual seria a melhor forma de se combater isso.
Mestre Paulão, fazendo uso da palavra, falou das dificuldades porque passam as questões dos (as) negros (as) na cidade de São Gonçalo. A Casa de Umbanda demolida, a Lei 10.639/2003 que não sai do papel, a lei que coloca a Prática da Capoeira nas Escolas Comunidades e Praças que não é cumprida, apenas para citar alguns. Citando a importância da educação na vida das pessoas, Mestre Paulão falou ainda sobre a formação acadêmica de Mestre Machado (Professor de Letras e Advogado), Alexandre Gomes da Silva (Formado em Gestão de Petróleo e Gerente da Universidade Estácio de Sá), ambos capoeiristas, dentre outros presentes para mostrar como a educação transforma.
Todos e todas presentes chegaram a conclusão que nessas eleições 2012 precisamos ter a consciência e votar naquelas pessoas que realmente são comprometidas com as demandas da população gonçalense. 
Concluindo o debate, o Dr. José Luiz da Silva Muniz, presidente da OAB São Gonçalo agradeceu a presença de todos (as), convidando-os (as) para participarem na próxima quinta-feira, 30/08/2012, do debate entre os/as candidatos (as) à Prefeito (a) de São Gonçalo.


Escreva um comentário e participe!

comentários

Um comentário em “Capoeira participa de debate na OAB SG

  • 30 de agosto de 2012 em 11:09
    Permalink

    Agradecemos a presença e participação da Liga Gonçalense de Capoeira no evento e esperamos ter outras tantas oportunidades para debatermos as intolerâncias e violências na cidade de São Gonçalo. Assim, esta parceria se faz presente na luta por direitos, políticas públicas e cidadania de fato em nossa cidade, que queremos com VIDA!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *