Feira da Mandioca trouxe debate sobre tradição quilombola

Documentário Felix, o herói da Barra, foi uma oportunidade de debater a cultura e a luta das comunidades tradicionais

A 13ª edição da Feira da Mandioca, realizada no final de semana nos Areais da Ribanceira, trouxe para a comunidade uma discussão sobre os direitos da população afrodescendente e a tradição quilombola, com a exibição do documentário Felix, o herói da Barra.

A ação foi uma parceria entre a Associação Comunitária Rural de Imbituba (Acordi), realizadora do evento, e a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (Setec) da Prefeitura de Imbituba, através da Biblioteca Pública Municipal.

Ecoculinarista Patrícia Reis ministrou oficina de Suco Verde durante a feiraA presença da biblioteca já é garantida na Feira da Mandioca, evento tradicional na cidade e que busca sensibilizar as pessoas para a manutenção da tradição dos agricultores e pescadores locais. De acordo com a bibliotecária e gerente de fomento e incentivo à cultura de Imbituba, Gláucia Maindra, a parceria foi uma oportunidade de estar em contato com a comunidade tradicional do município. “Assim cumprimos efetivamente o papel da biblioteca, de interagir e estar conectada com a população. Os saberes foram passados por meio de exibição de filmes, debates e oficinas. É uma troca de experiências muito rica”, comenta.

Durante o evento, a Biblioteca Municipal recebeu dos autores Aline Barbosa e Ezequiel Moura a doação da coletânea “Identidades Coletivas e Conflitos Territoriais no Sul do Brasil”, organizada pelos pesquisadores vinculados ao grupo de pesquisa Identidades Coletivas e Conflitos Territoriais no Sul do Brasil, e editada pelo Projeto Nova Cartografia Social.

Comunidade participa de oficinas e vivências

A parceria com a Biblioteca também trouxe para a Feira da Mandioca uma oficina de “Suco Verde”, com a ecoculinarista e artista plástica Patrícia Reis. Ela ensinou o preparo da bebida e seus benefícios, ressaltando a importância do consumo de alimentos saudáveis. “Foi uma troca de saberes. Compartilhar a saúde e a qualidade de vida com a comunidade, muitos envolvidos com a agricultura familiar, é enriquecedor”, conta Patrícia.

Participantes aprenderam benefícios do Suco Verde e da alimentação natural

Para o presidente da Acordi, Luiz João Farias, a iniciativa tem contribuído para melhorar a qualidade da feira. “Além de exibirmos um filme sobre a luta de uma comunidade tradicional quilombola, também conseguimos repassar aos participantes da feira conhecimentos sobre saúde e alimentação natural. O evento só tem crescido com a parceria”, destaca.

A feira contou ainda com a participação das crianças da Escola Ninho do Saber, que preparou um ambiente especial para que eles pudessem vivenciar um pouco da cultura da comunidade rural. “Foi muito gratificante vivenciar tantos momentos entre culinária e cultura local, além de poder ouvir e compreender um pouco da história da nossa querida cidade”, comenta a professora Aline Nogueira.

Michelle Guterres Pazin, participante do evento descreve sua vivência no evento “é com imensa alegria que vou à Feira da Mandioca! “Evento único que carrega consigo a história de Imbituba. Foi através  dele que pude compreender/sentir o que foi Imbituba há alguns anos: uma terra de belezas naturais e uma comunidade rica de saberes e fazeres. A Feira XIII foi marcada por uma riqueza de pessoas, sim, havia muita gente, voluntários, pesquisadores, professores, e muitos outros cidadãos imbitubenses. Ofereceu várias opções de atividades, dentre elas a oficinas sobre Alimentação Viva e um espaço especial dedicado os crianças. Mais uma vez sai da Feira certa de que este evento é a melhor festividade de Imbituba.”

Texto: Lorraine Amorim Corrêa, com acréscimo de depoimento por Gláucia Maindra

Fotos: Gláucia Maindra


Escreva um comentário e participe!

comentários