Evento internacional discute Convenção da Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial

A cidade chilena de Valparaíso recebe entre 12 a 15 de dezembro, especialistas e gestores de diversos países para discutir o fortalecimento da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial.

A iniciativa do Conselho Nacional da Cultura e das Artes presidida pelo Chile visa desenvolver ações para cumprir os objetivos da Convenção da Organização das Nações Unidas para a Educação Ciência e Cultura (Unesco) que trata da proteção dos bens reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

O Seminário-oficina possibilitará conhecer as atividades desempenhadas pelos países, analisando os enfoques, metodologias e experiências de cada um, buscando tanto aprofundar os conhecimentos sobre os mecanismos, quanto o fortalecimento das capacidades técnicas voltadas à implementação da Convenção da Unesco em suas localidades.

Representando o Brasil estará o diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (DPI-Iphan), Hermano Guanais e Queiroz, que apresentará, junto com especialistas da Unesco, do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS) e demais gestores internacionais, as ações do IPHAN para a Salvaguarda da Roda de Capoeira, reconhecida pela Unesco em 2014 e que, junto com outros cinco bens, integram a lista representativa.

O Brasil possui uma boa expertise na aplicação da Convenção de Salvaguarda, já que o Decreto 3551, de 2000, é anterior à Convenção para Salvaguarda e foi fonte de inspiração para muito do que foi incorporado no seu texto. Da sua entrada em vigor para cá, temos, além da Roda de Capoeira, outros cinco bens considerados Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

A apresentação do diretor do Iphan será no dia 14 de dezembro e abordará o tema da experiência brasileira na aplicação da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Imaterial, analisando especificamente o caso da Roda de Capoeira.

O Seminário traz para debate três eixos centrais: a Conferência, abordará a definição de políticas públicas em patrimônio cultural imaterial, diretrizes e mecanismos da Convenção da Unesco. O evento também promoverá a troca de experiências em matéria de planos, medidas e sistema de monitoramento de salvaguarda, apresentando as melhores práticas implementadas no Brasil, Colômbia, Honduras, Cuba e França. Para finalizar, será realizada uma Oficina com os especialistas para oportunizar o diálogo e intercâmbio sobre as metodologias e ferramentas visando melhorar a atuação e exercício da implementação dos programas de patrimônio cultural.

Conheça todos os bens do Brasil Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade:

Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade no Brasil
Samba de Roda no Recôncavo Baiano
Arte Kusiwa – Pintura Corporal e Arte Gráfica Wajãpi
Frevo: expressão artística do Carnaval de Recife
Círio de Nossa Senhora de Nazaré
Roda de Capoeira

Lista do Patrimônio Cultural Imaterial que Requer Medidas Urgentes de Salvaguarda
Yaokwa – ritual do povo Enawene Nawe para a manutenção da ordem social e cósmica

Serviço:
Seminário-Oficina sobre a Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial
Data: 12 a 15 de dezembro
Local: Valparaíso – Chile
Endereço: Museo Palacio Baburizza, Paseo Yugoslavo 176, Cerro Alegre, Valparaíso.

Fonte: IPHAN

Foto: Divulgação


Escreva um comentário e participe!

comentários