Capoeira da Bahia protesta contra projeto de lei

Por Paulo Magalhães (Contramestre Sem Terra) via Guest Post

Mais de cinquenta grupos de capoeira de Salvador confirmaram participação no ato que acontecerá nesta sexta, 18/08, a partir das 15:00, do Campo Grande à Câmara dos Vereadores. Os capoeiristas protestam contra um substitutivo apresentado pelo deputado federal Márcio Marinho ao PL 1966/2015, que trata da celebração de parcerias entre as escolas públicas e as associações de capoeira, para que mestres, contramestres e professores possam dar aula na escola.

O segundo artigo do substitutivo estabelece que “os estabelecimentos de educação básica, públicos e privados, somente poderão celebrar parcerias com entidades ou associações que sejam vinculadas a entidades de administração do desporto de capoeira”. Os capoeiristas entendem que este atrelamento obrigatório às federações de capoeira é negativo, uma vez que tais entidades respondem por um segmento minoritário desta manifestação cultural.

Em 2015, em audiência pública realizada na Câmara dos Deputados e presidida pelo próprio deputado Márcio Marinho, o PL 31/09, que tratava da regulamentação da capoeira, foi rechaçado com veemência pela comunidade da capoeira. Os organizadores do ato argumentam que parte da lógica deste projeto foi agregada ao substitutivo do PL 1966, apresentado pelo deputado.

Foto: DEBRET, Jean-Baptiste


Escreva um comentário e participe!

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *