Festival de Capoeira agita o SESC neste final de semana

Mestre Paulão Kikongo
De Mestre Paulão Kikongo maio 4, 2009 19:06

Festival de Capoeira agita o SESC neste final de semana

A Federação Fluminense de Capoeira realizará no dia 09 de maio, no SESC Niterói, o Festival Estadual Fluminense de Capoeira Infantil.
O festival tem como objetivo: “resgatar a nossa cultura e mostrar para a nova geração de capoeiristas que devemos nos unir para que as crianças e adolescentes possam acreditar no genuíno saber produzido pela amalgamação étnica afro-brasileira.”

Haverá, ainda, aplicação de flúor nas crianças, brinquedos infantis diversos, karaokê, orientação nutricional, orientação profissional de saúde sobre DST/AIDS, estacionamento para os transportes das delegações de outros municípios e muitas outras atividades culturais, de lazer e de entretenimento.
Estão previstas as seguintes oficinas:
– História da capoeira
– Confecção de instrumentos com material reciclável
– Aulão de capoeira
e mais;
– Rodas de capoeira infantil
– Apresentação dos profissionais de capoeira
– Recreação
– Lançamento do CD de Capoeira do Mestre Nacional (Adalberto de Souza Alvarenga)
Depois da polêmica causada pela utilização indevida da imagem do Instituto Gingas no panfleto de divulgação do evento, foi feita a devida mudança e agora o panfleto está com uma ilustração do símbolo da entidade pertencente ao presidente da Federação Fluminense.
Segundo os organizadores, diversos Mestres já confirmaram presença. A entrada é franca.

O Festival tem o apoio das seguintes instituições:
Sesc Rio, Prefeitura de Niterói, Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR)

Serviço: Festival Estadual Fluminense de Capoeira Infantil
Local: SESC Niterói – Rua Padre Anchieta, 56 – Centro
Horário: 09h às 17h
Fonte: Capoeira-CBC


Este artigo pertence ao Portal Capoeira do Rio.
Todos os direitos reservados.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.
Mestre Paulão Kikongo
De Mestre Paulão Kikongo maio 4, 2009 19:06
Escreva um comentário

Sem comentários

Ainda sem comentários!

Deixe-me contar uma história triste! Ainda não há comentários, mas você pode ser o primeiro a comentar este artigo.

Escreva um comentário
Ver comentários

Escreva um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*